Afinal, qual a diferença entre UPA e Clínica da Família?
18/08/2012
upaxcdf_1

O modelo das Unidades de Pronto Atendimento (UPA 24h), criado pelo governo do estado, mostrou ser uma forma auxiliar eficiente na saúde pública. No município do Rio de Janeiro, especificamente, foram inauguradas UPAs em praticamente todos os bairros.

As UPAs têm atendimento para pequenas e médias urgências nas áreas de clínica, ortopedia, pediatria e odontologia, estando equipadas com raio-x e laboratórios capazes de realizar 150 tipos de exames. Cada UPA 24h atende cerca de 500 pessoas por dia e contribui para desafogar as emergências dos hospitais.

As Clínicas da Família, por sua vez, são as versões modernas dos postos de saúde. Esse tipo de instituição pública é fundamental para prevenção de doenças e na atenção primária de saúde. Entretanto, há tempo têm se notabilizado por falta de pessoal qualificado, sem equipamentos e um sistema absurdo de consultas na base de senhas.

O objetivo dos postos de saúde é a saúde da família, por isso a importância de serem reformados e reequipados. Passam, assim, a ser Clínicas da Família, com serviços de clínica geral, pediatria, ginecologia e odontologia, servindo como base para as equipes do Programa Saúde da Família.

O programa atual da prefeitura propõe a criação de mais 70 Clínicas da Família na nossa cidade, além da contratação de 2 mil médicos. Cabe aos correspondentes do legislativo fiscalizar essas ações para que elas se concretizem e não fiquem só nas promessas. Nosso papel é continuar com o programa de apoio às Clínicas para que estas estejam capacitadas para atender a demanda da população carioca em um sistema integrado de saúde pública de qualidade.

Nenhum comentário foi publicado até o momento

Deixe seu comentários

Receba Atualização
  • * = campo obrigatório

    powered by MailChimp!