Animais
01/08/2012
animais

Assim como rege a Declaração Universal dos Direitos dos Animais, estes têm direito ao respeito e à proteção do homem, não devendo ser maltratados ou abandonados. O descumprimento dos direitos dos animais constitui atitude imoral e condenável em desrespeito à vida.

Pensando nisso, a prefeitura tem como dever prezar pelo cumprimento da Declaração dentro do domínio do município, sendo não só imprescindível o cuidado com os que são domesticados como também com os que habitam as ruas. Nesse último caso, em específico, o cuidado deve ser redobrado em políticas de controle de natalidade e recolhimento, sempre na tentativa de dar-lhes um lar.

O Poder Público precisa trabalhar dentro dessa perspectiva, assegurando parâmetros adequados de saúde sanitária, estabelecendo uma política de medicina veterinária de respeito aos animais e à saúde das espécies, em especial de cães e gatos, com fortalecimento do setor de zoonoses da Prefeitura.

Visando a execução de práticas em benefício dos animais no município do Rio, proponho as seguintes ações na esfera do Poder Municipal:

1 – Criar um disque denúncia para avisar as autoridades sobre maus tratos aos animais;

2 – Facilitar os processos de esterilização de animais com visitas periódicas às comunidades mais pobres;

3 – Promover campanhas de adoção nos veículos de comunicação e nas repartições da prefeitura;

4 – Criar um cadastro de vacinação de cães e gatos, monitorando o vencimento das vacinas via internet;

5 – Ampliar as equipes de recolhimento de animais de rua;

6 – Criar novos espaços para abrigo de animais de rua, especialmente canis e gatis;

7 – Instruir a Guarda Municipal para advertir cidadãos de que devem recolher os dejetos de seus animais, caso esses evacuem em logradouros públicos;

8 – Instalar porta-saquinhos em parques, praças e ambientes públicos de lazer em geral para recolhimento das fezes.

Nenhum comentário foi publicado até o momento

Deixe seu comentários

Receba Atualização
  • * = campo obrigatório

    powered by MailChimp!