Soluções de transporte para o Rio: metrô x BRT
24/09/2012
BRT x METRÔ

O Rio de Janeiro alimenta um dos mais problemáticos e superlotados sistemas de transporte do Brasil. Tratando-se especificamente do transporte público, as soluções são poucas e insuficientes para o enorme fluxo de passageiros. As consequências são visíveis e todo mundo sente na pele: engarrafamentos que beiram o absurdo, metrôs superlotados, ônibus que demoram a passar… Para contornar a situação dos engarrafamentos e reduzir o tempo de transporte, costuma-se atribuir ao metrô o título de solução-para-todos-os-problemas. A partir daí, investimentos pesados são feitos (ou pelo menos deveriam ser feitos) nesse sistema, importando vagões, reformando trilhos e estações. Entretanto, deve-se pensar mais criticamente sobre o assunto antes de alimentar isso como uma verdade absoluta.

Leia Mais
 
Entrega de mercadorias e prestações de serviços: abusando do desrespeito
08/09/2012
entregas

Se você já comprou algo e mandou entregar em casa, certamente já passou pelo transtorno de ter que disponibilizar uma boa parte do dia para esse fim. As concessionárias de entrega mantém uma prática absurdamente desrespeitosa com o consumidor de não estabelecer um horário certo para a entrega. Os prazos acabam por ser incertos e irregulares: horário comercial, na parte da manhã, ou manhã ou tarde… e o consumidor é obrigado a ficar em casa esperando. Se perder um dia de trabalho, estudo ou qualquer outra atividade para esperar uma encomenda já é uma situação desagradável, pior ainda é quando a solicitação não chega no dia certo. Um desrespeito muito recorrente.

Leia Mais
 
Investimentos para a Copa do Mundo e Olimpíadas: endividamento x progresso
04/09/2012
investimentos_2

Devido aos megaeventos sediados pelo Rio nos próximos anos, tanto a prefeitura quanto o estado estão comprometidos a uma densa quantidade de dívidas. Dívidas, essas, que podem se estender por anos e afetarão a receita local como nunca. Ainda nessa semana, por exemplo, foi autorizado pelo Ministério da Fazenda um aumento da dívida do Rio de Janeiro para cerca de 7 bi, com intuito de que seja possível receber mais verba para financiar os investimentos dos próximos anos.

Leia Mais
 
Rio sem pichação
03/09/2012
pich

O descaso com a paisagem urbana da cidade exemplificado pela prática de pichação no espaço comum se configura como uma das situações mais complicadas com relação à ordem pública na nossa cidade. São inúmeros casos de construções públicas e privadas como prédios, pontes, muros e fachadas, todos condenados às mãos e sprays dos pichadores, numa verdadeira desconstrução da paisagem do município. Além da poluição visual, grave por si só, tal atitude remete a um desrespeito com aquilo que é de todos nós

Leia Mais
 
O meio ambiente nas nossas mãos: a coleta seletiva
29/08/2012
coleta_seletiva

Dá trabalho? Dá. Você vai perder uns minutinhos a mais do seu dia? Vai. Mas vale à pena. O ideal é que ocorra uma conscientização em massa da importância desse ato e da responsabilidade que cada um tem nas mãos. Mas, evidentemente, não basta acusar a falta da cultura da responsabilidade ambiental sem oferecer a viabilidade para o indivíduo exercer sua cidadania. Separar o lixo, por exemplo, parece uma ação inútil quando as ações de coleta são tão precárias.

Leia Mais
 
Infraestrutura: as portas de entrada e saída do Rio de Janeiro para o mundo – o caso Galeão
28/08/2012
galeao_2

Na última quinta feira (23) foi divulgado o parecer oficial do governo federal a respeito do impasse que se instaurava sobre a questão do modelo de gestão dos aeroportos brasileiros Galeão (Rio de Janeiro) e Confins (Belo Horizonte). Até então, a Infraero se mantinha como o órgão gestor de todos os aeroportos do país, exceto nos casos Guarulhos (SP), Brasília, Viracopos (Campinas) e o novo terminal de São Gonçalo do Amarante (RN), estes no modelo de concessão a empresas privadas. A decisão tomada pelo governo federal é preocupante: trata-se de uma parceria público-privada (PPP) de gestão pela qual a companhia estatal permaneceria à frente da administração, mantendo alta participação no modelo de negócios sob justificativa da necessidade de subvenção dos aeroportos de menor porte por ela administrados. Tal modelo de gestão é comprovadamente deficitário, uma vez que esta subvenção representa atrasos aos de maior porte, como especificamente falamos no caso do Galeão no Rio.

Leia Mais
 
As três caras da educação nacional
27/08/2012
edi_2

Qual a cara da educação do nosso país? Qual a nota média para nossos alunos? E o que essa informação nos passa em termos reais quanto às diferenças gritantes nos sistemas público e privado de ensino? Em termos reais, a conclusão é evidente: a educação nacional atinge um patamar muito aquém da média estimada como mínima para um padrão básico de qualidade. O que a nota 4,1 no Ideb nos permite enxergar é um grito por atenção. Um grito por incentivo. Um grito para que se perceba o óbvio: a péssima qualidade de ensino de hoje significa o comprometimento do nosso futuro e a continuidade desse problema a curto, médio e longo prazo nos mais diversos setores sociais.

Leia Mais
 
Tags:
Receba Atualização
  • * = campo obrigatório

    powered by MailChimp!