Ciclovias
02/08/2012
Ciclovias

A cidade do Rio de Janeiro, através de suas autoridades competentes, tem um enorme potencial para promover a utilização da bicicleta não só como um lazer, mas como um meio de transporte alternativo ao trânsito caótico que enfrentamos atualmente. Além de ser bom para a cidade, traz inúmeros benefícios para quem adota essa prática. É por isso que a Prefeitura do Rio deve assumir posição pioneira no incentivo ao uso da bicicleta.

Porém, ainda há muito a ser feito nessa área. Aqui listo dez propostas com diretrizes para os órgãos públicos municipais, visando aumentar o número de cariocas que utilizam a bicicleta como um meio de transporte.

1 – Integrar as ciclovias e ciclofaixas com os demais meios de transporte público ao estendê-las até as estações de trem, metrô e terminais de ônibus;

2 – Ampliar o sistema cicloviário do Rio de Janeiro de 140 km para 360 km até 2016, aumentando o número de ciclovias e de ruas que reservam o lado direito para a delimitação de ciclofaixas, restringindo o estacionamento de automóveis no local;

3 – Implementar um programa de manutenção e sinalização das ciclovias e ciclofaixas já existentes, com a instalação de placas com os itinerários, sinalização de prioridade para os ciclistas, conserto dos buracos etc.;

4 – Realizar campanhas visando estimular o uso da bicicleta como um meio de transporte e criar uma cultura de respeito aos ciclistas;

5 – Ampliar o sistema de uso compartilhado de bicicletas com a implantação de novas estações, tendo como meta, para 2016, chegar a 40 estações, o dobro do que existe atualmente;

6 – Criar uma diretoria de transporte não motorizado dentro da estrutura da Secretaria Municipal de Transportes, que será responsável pelos projetos de expansão do sistema cicloviário da cidade e pela integração com os demais meios de transporte público;

7 – Criar os PACs (Ponto de Atendimento aos Ciclistas) para manutenção das bicicletas e instalação de equipamentos de apoio (bebedouros, banheiros, placas com os itinerários e pontos de integração com os demais meios de transporte etc.);

8 – Definir uma política de incentivo a centros comerciais e empresariais que proporcionarem uma estrutura de comodidade, com local reservado para o estacionamento exclusivo de bicicletas e instalação de vestiários para uso dos ciclistas;

9 - Construir ciclovias e ciclofaixas em paralelo aos BRTs, pois muitos ciclistas trafegam perigosamente na faixa dos ônibus da atual TransOeste, pela falta de outro local mais seguro;

10 – Treinar a Guarda Municipal para a vigilância nas ciclovias e dos bicicletários,ampliando a segurança para os cariocas que adotarem esse meio de transporte e lazer.

Nenhum comentário foi publicado até o momento

Deixe seu comentários

Receba Atualização
  • * = campo obrigatório

    powered by MailChimp!