Soluções para desafogar hospitais públicos: conheça as CER
19/08/2012
cer_1

É do conhecimento de todos que a infraestrutura dos hospitais públicos cariocas não é compatível com o número de casos que chega diariamente às suas portas, formando filas enormes de pacientes que esperam por horas até serem atendidos. Como tentativa de solução para esse problemático contratempo na vida dos cidadãos, a prefeitura investiu recentemente na inauguração e funcionamento das Coordenações de Emergência Regional (CER), instaladas em prédios anexos a alguns dos hospitais do município mais movimentados: Souza Aguiar (centro), Miguel Couto (Leblon), Pedro II (Santa Cruz) e Lourenço Jorge (Barra da Tijuca), tendo sido este último inaugurado ainda nessa semana, no dia 23. A cidade receberá ainda a CER da Ilha do Governador, totalizando 194 leitos.

O intuito é claro: desafogar as emergências, UTIs e quartos dos hospitais, restringindo-os aos casos mais graves e de maior complexidade. Dessa forma, não só a capacidade de atendimentos diários na região onde são instaladas as CER dobra com a existência de duas instituições com o objetivo de tratar da saúde, como também se tem maior organização administrativa para que a chegada ao hospital de um caso que demande atenção emergencial seja imediatamente atendido, dispondo-se de médicos e espaços disponíveis.

A ação certamente implementa melhorias no setor de saúde. Mas não podemos nos esquecer das dimensões da nossa cidade. Espalhada pelas quatro zonas do domínio carioca há uma quantidade grandiosa de habitantes usando o serviço público de saúde quando se faz necessário. Apesar de ser um grande passo em direção às constantes melhorias, ainda devemos pensar na expansão do projeto, visando o mesmo benefício para muitos outros bairros e atingindo um maior número de beneficiados.

Tags:

Nenhum comentário foi publicado até o momento

Deixe seu comentários

Receba Atualização
  • * = campo obrigatório

    powered by MailChimp!