Sim à eficiência na recuperação do usuário de crack
25/10/2012
dependentes-quimicos

Durante a última semana, um assunto repercutiu com força entre os cariocas: o prefeito Eduardo Paes anunciou nesta segunda-feira (22) que, assim como já acontece com os menores de idade, adultos considerados viciados em crack serão internados de forma compulsória. Para viabilizar essa ação, Paes informou a criação de 600 novas vagas para reabilitação emergencial.

Leia Mais
 
Dependência química: em busca de soluções
05/09/2012
crack

De acordo com uma pesquisa realizada pelo Instituto Nacional de Pesquisa de Políticas Públicas do Álcool e Outras Drogas (Inpad), o Brasil é o maior mercado mundial no consumo de crack (representando 20% no cenário global) droga letal e com altíssimos índices de dependência. O município do Rio de Janeiro, especificamente, encontra uma situação dramática no que diz respeito ao consumo dessa e outras drogas, principalmente nos bairros localizados nas zonas norte e oeste da cidade.

Leia Mais
 
O desafio da reabilitação social
26/08/2012
drugs

O processo de reabilitação social para o caso de dependentes químicos constitui num constante desafio para os pacientes e suas respectivas famílias. Os projetos visam tratamento e reintegração perante à sociedade como indivíduos limpos, livres e subjugados aos mesmos direitos e deveres de todos os demais cidadãos. No município do Rio de Janeiro, estão em funcionamento algumas clínicas de reabilitação para usuários de álcool e drogas. Entretanto, tais clínicas constituem serviço pago ou credenciado por planos de saúde com coberturas caríssimas, o que torna o tratamento algo direcionado quase estritamente a uma elite privilegiada com condição financeira viável para realizar o pagamento.

Leia Mais
 
Saúde da Mulher
20/08/2012
mulher_1

Tão importante quanto a prevenção e tratamento de doenças é o hábito adquirido para se dar importância a esse assunto. Por muitas vezes sendo considerada uma preocupação de pouca prioridade, a saúde é um tema que só vem à tona quando na ocasião do tratamento, mas não da prevenção. É claro, entretanto, que ambas as vertentes são de vital importância no que consta quanto à qualidade de vida. No caso específico da mulher, a preocupação tende a ser maior devido à quantidade de necessidades de observação: conturbações geradas por conta da gravidez, exames preventivos, psicopatologias relacionadas a distúrbios hormonais, fora todos os cuidados a serem tomados após o parto.

Leia Mais
 
Afinal, qual a diferença entre UPA e Clínica da Família?
18/08/2012
upaxcdf_1

O modelo das Unidades de Pronto Atendimento (UPA 24h), criado pelo governo do estado, mostrou ser uma forma auxiliar eficiente na saúde pública. No município do Rio de Janeiro, especificamente, foram inauguradas UPAs em praticamente todos os bairros. As UPAs têm atendimento para pequenas e médias urgências nas áreas de clínica, ortopedia, pediatria e odontologia, estando equipadas com raio-x e laboratórios capazes de realizar 150 tipos de exames. Cada UPA 24h atende cerca de 500 pessoas por dia e contribui para desafogar as emergências dos hospitais. As Clínicas da Família, por sua vez, são as versões modernas dos postos de saúde. Esse tipo de instituição pública é fundamental para prevenção de doenças e na atenção primária de saúde. Entretanto, há tempo têm se notabilizado por falta de pessoal qualificado, sem equipamentos e um sistema absurdo de consultas na base de senhas.

Leia Mais
 
Benefícios para a terceira idade: Programa de Atenção Domiciliar ao Idoso
17/08/2012
padi_1

Em agosto de 2010, foi lançado pela prefeitura o PADI (Programa de Atenção Domiciliar ao Idoso), voltado prioritariamente para pessoas com mais de 60 anos, portadores de doenças crônicas ou que necessitem de cuidados contínuos que possam ser feitos em casa. O objetivo maior do programa é incentivar a saída desses idosos do hospital, uma vez que o atendimento domiciliar é capaz de promover a recuperação mais acelerada do paciente que se sente muito mais à vontade em sua própria residência na companhia e com apoio da família, além de desafogar as unidades de saúde pública do município, liberando leitos para outros pacientes.

Leia Mais
 
Saúde
15/08/2012
Saúde_1

Todas as pesquisas revelam que a saúde pública é a área de atuação da Prefeitura considerada de maior importância para o carioca. Além de seguir aumentando o investimento municipal no sistema de saúde pública como um todo, é essencial que a Prefeitura amplie os programas de prevenção e atendimento básico à saúde da população. Também é importante observar que a melhoria e a criação de novos hospitais, UPAs e clínicas da família só resultarão em benefício para população se acompanhados da valorização do profissional de saúde, especialmente os médicos e enfermeiros.

Leia Mais
 
Receba Atualização
  • * = campo obrigatório

    powered by MailChimp!